Paraná – Crianças descobrem a diversidade religiosa no Setor Histórico

f84911a2630aa5908e4355a21f493e07tn

Paraná – Crianças descobrem a diversidade religiosa no Setor Histórico

A visita aos espaços sagrados é uma estratégia utilizada no Paraná alguns anos visando o processo do conhecer para respeitar. No ano de 2017 (19 de junho) no Projeto Trilhas do Sagrado, estudantes do 2º anodo Ensino Fundamental da Escola Municipal Nympha Maria da Rocha Peplow (Vista Alegre) , de forma lúdica e descontraída participaram de uma visita ao centro histórico da cidade para conhecer lugares sagrados de diferentes organizações religiosas.
O roteiro com as crianças começou na Mesquita de Curitiba, seguindo para a Igreja do Rosário, Igreja Presbiteriana, Igreja da Ordem, Catedral. Na Praça Tiradentes, as crianças também visitaram a estátua do Cacique Tindiquera e os irôkos (árvores consideradas sagradas pelo candomblé). A visita teve como objetivo ampliar os conhecimentos estudados em sala de aula para complementar a formação dos estudantes. “Participar de uma vivência tão enriquecedora é uma oportunidade de mostrar às crianças como se organiza cada crença, proporcionando uma experiência concreta de valores e costumes”, explicou a professora Ana Maria Mesquita.
 No depoimento de Kauê Horst (06 anos) é visível a importância desta estratégia diante do olhar atento da Mesquita de Curitiba : “Eu gostei muito de conhecer a mesquita, ela parece um castelo e tem muitas cores que chamam a atenção de quem vê de longe”. A colega Nadja Fernanda Mendes da Rosa, de 7 anos, explica que a visita também foi uma oportunidade de conhecer melhor o centro da cidade. “Eu já conhecia aqui, mas não sabia que bem aqui tinha tantas igrejas. Cada um tem um lugar diferente pra rezar e agradecer”, disse Nadja. O encaminhamento da visita faz parte da política educacional da rede municipal para o trabalho com o Ensino Religioso, que prevê a exploração de espaços sagrados desde o entorno da unidade até os espaços que a cidade dispõe para a vivência religiosa da população.
Para maiores informações acesse Projeto Trilhas do sagrado
/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *