Alemanha – Seminário Internacional de Educação

download

Alemanha – Seminário Internacional de Educação

Em 2017, a Congregação para a Educação Católica publicou o documento Educação para o humanismo solidário: a construção de uma civilização do amor , 50 anos depois da encíclica Populorum Progressio, Enquanto a encíclica está voltada para o desenvolvimento humano, a ajuda educacional da Congregação da Educação trata da questão da educação frente aos desafios da globalização. A pobreza global, o aquecimento global, a crise da saúde, a mobilização em massa, as guerras e os conflitos contribuem para uma situação de crise humanitária. Embora a política tenha se concentrado até agora em estratégias técnicas e econômicas para enfrentar a maioria desses desafios, as diferenças de religião, cultura, raça, gênero etc. são negligenciadas. Educação para o humanismo solidário. Por outro lado, persegue uma visão integral do homem, que deve ser refletida na educação da igreja. Para este propósito, ela busca o diálogo com todos aqueles que buscam um desenvolvimento holístico. A crescente comercialização de oportunidades educacionais em muitos países motiva ainda mais essa iniciativa de autoconfiança e trabalho em rede.
Neste contexto, a reunião anual do IWM, realizada de 20 a 22. Março no campus de Phil Theol. Hochschule Sankt Georgen teve lugar, a reflexão educacional, teológica e filosófica dessas questões em seu contexto global. Através da cooperação com a iniciativa Jesuit Worldwide Learning, ocorreu um acompanhamento de confronto com situações de aprendizagem e ensino em condições precárias, o que abriu ao mesmo tempo novas abordagens. A consideração do tema requer uma combinação de orientação antropológico-teológica e científica humana na realização de um humanismo solidário através do trabalho educativo da Igreja Católica em todo o mundo e exige uma revisão autocrítica do compromisso anterior.
A conferência reuniu mais de 65 participantes de todo o mundo que vieram de diferentes contextos culturais e regionais. Os palestrantes incluíram P. Friedrich Bechina FSO, Prof. Dr. med. Maria Böhmer, Prof. Dr. Holger Zaborowski, Prof. John Sullivan, Sr. Dr. Jacinta Adhiambo, P. Peter Balleis SJ, Sr. Birgit Weiler, Prof. Elzibieta Osewska, Sr. Karolin Kuhn, Ass. Katia Lenehan Ho, Sergio Junqueira Azevedo e Ir. Prisca Ezenwa DMMM. Com o apoio dos escritórios missionários das Províncias Jesuítas da Suíça e da Alemanha, um grupo internacional de jesuítas do apostolado educacional poderia ser convidado.
A conferência começou na quarta-feira, 20 de março, com uma palestra do padre. Friedrich Bechina FSO, subsecretário da Congregação para a Educação Católica. Dado que a Igreja é o maior provedor global de educação, levantou a questão da especificidade e identidade da educação católica e abordou a especificidade estrutural dos programas educacionais católicos. Prof. Dr. Maria Böhmer, presidente da Comissão Alemã para a UNESCO, enfatizou em seu discurso que a idéia de “humanismo solidário” incluiria uma responsabilidade global e a educação teria que dar uma contribuição. O entendimento da UNESCO sobre educação foi incorporado nos atuais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Prof. Dr. Dr.
O segundo dia Prof. Dr. John Sullivan com sua apresentação sobre “dialógica Pedagogia e Educação Humanizadora.” A abordagem dialógica apresentou-o entre professores e alunos requer um equilíbrio constante entre as necessidades de ambos os lados, é ir além das exigências de diretrizes e currículos de novo. Sr. Dr. Jacinta Adhiambo, da Faculdade de Educação da Universidade Católica da África Oriental em Nairóbi (Quênia), em sua apresentação temático desafios, o que representou um desenvolvimento de currículos e objetivos humanização sensível ao contexto no ensino em questão.
Três oficinas à tarde ofereceram aos participantes a oportunidade de aprofundar o tema em pequenos grupos com o respectivo líder. O padre Peter Balleis SJ (Jesuit Worlwide Learning) criou o workshop intitulado “Aprendendo para a convivência pacífica e uma rede de solidariedade para a educação humanística”. Sr. Birgit Weiler, apresentados em sua Oficina de uma maneira inspiradora de “educação intercultural bilíngüe no horizonte da” boa vida “- Tajimat Pujut – cooperação e parceria entre pais, comunidades, professores e instituição” antes. Prof. Dr. Elzbieta Osewska (Krakow e Tarnow) tratada em sua oficina com o título “globalizado Civilization of Hope: Contextos, Perspectivas e desafios práticos.
Na manhã de sexta-feira, o tema do abuso e da prevenção foi o foco. A escala assustadora e os incidentes documentados nas instituições educacionais da igreja tornaram necessário examinar o papel da educação católica na seriedade da missão educacional e a possibilidade de contribuir para a proteção de crianças e menores. Sr. Dr. Karolin Kuhn (Gregoriana Rom) enfatizou em sua impressionante apresentação que a igreja deve sistematicamente tomar medidas para proteger as crianças. Trata-se também de dar justiça às vítimas e fornecer-lhes apoio concreto para superar as enormes conseqüências pós-traumáticas.
No final, houve breves contribuições sobre o programa, em que Ass. Katia Lenehan (Universidade Católica de Fu Jen, Tipei), Sr. dr. Prisca Ezenwa DMMM (Universidade do Estado de Imo Owerri) e Prof. dr. Sergio Azevedo Junqueira (Instituto de Pesquisa e Treinamento em Educação e Religião, Curitiba) forneceu insights sobre os desafios contextuais da educação cristã em Taiwan, Nigéria e Brasil.
No final da sessão, palestrantes e participantes compartilharam o desejo e desejo de combinar as questões levantadas na realização da educação humanística em um plano de ação e se tornarem ativos em uma rede.
Fonte: Sr. Dr. Christiana Idika DMMM

Publicado originariamente em abril de 2019.

/ Internacional

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image