Amazonas – Semed promove 3º Encontro Interreligioso da rede municipal de ensino

AMAZONAS

Amazonas – Semed promove 3º Encontro Interreligioso da rede municipal de ensino

Com o tema “Desafios do Diálogo Interreligioso entre as Matrizes Africana, Indígena, Oriental, Ocidental e o Chão da Escola”, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com as Secretarias Estaduais de Educação (Seduc) e de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) realizou no dia 22 de novembro de 2017  no salão nobre do Instituto de Educação do Amazonas (IEA),  o 3º  Encontro Interreligioso da rede municipal de Educação.

O encontro foi destinado a professores de ensino religioso, assessores pedagógicos e formadores da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM). Durante o evento, líderes religiosos apresentaram a história e especificidades das tradições religiosas de matrizes africana, indígena, orientai  e ocidental.

O evento teve a finalidade de apresentar aos participantes as múltiplas influências que compõem a pluralidade cultural religiosa brasileira, segundo a assessora de ensino religioso da Semed, Maria Solange Oliveira. A assessora esclareceu, ainda, que o evento buscou analisar como está sendo  trabalhada a intolerância religiosa no ambiente escolar.

“O dialogo interreligioso é o momento que serve para refletirmos, discutimos, avaliarmos nossos valores e ver se conseguimos  enxergar e respeitar o outro, aquele que é diferente de nós, que de repente  tem  uma prática religiosa diferente da nossa”, disse.

O evento já faz parte do calendário da rede municipal de ensino desde 2016 e de acordo com a assessora de diversidade da Divisão de Ensino Fundamental da Semed, Lídia Helena de Oliveira, a secretaria tem buscado promover um grande debate com professores os educadores da rede para continuar oferecendo um ensino religioso que respeite o estado laico, defendido pela Constituição Federal e que respeite  a diversidade de religiões que fazem parte da cultura e da história brasileira.

“A proposta da Semed em trabalhar a diversidade é dar visibilidade a todos os fenômenos religiosos e não falar sobre religião simplesmente, mas apresentar a diversidade religiosa do Brasil, que vem a partir de toda uma construção histórica”, disse.

Giordano Cássio Costa, professor de ensino religioso da Escola Municipal São Judas Tadeu, ressaltou que a discussão repercutida durante o Encontro será importante para sua atuação profissional. “Achei o encontro muito pertinente, me ajudou a entender as matrizes religiosas e acredito que contribuirá bastante em sala de aula”, disse.

 

Publicado originariamente em 04 de dezembro de 2017.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *