Ceará – Prefeitura de Fortaleza veta Bíblias nas escolas

CEARA

Ceará – Prefeitura de Fortaleza veta Bíblias nas escolas

Após vetar um projeto de lei que obrigava bibliotecas de escolas municipais a manter um exemplar da Bíblia entre os livros, a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), recuou e mandou derrubar o veto. Segundo o procurador do município Martônio Mont’Alverne, o motivo do recuo foi a “má repercussão da decisão”. O veto tinha duas justificativas: inconstitucionalidade da proposta, por criar despesa não-planejada, e desrespeito ao caráter laico do Estado. Apesar do teor religioso, outras bibliotecas públicas possuem a Bíblia em seus acervos, como a de humanidades da UFC (Universidade Federal do Ceará). Antes de saber se a prefeita iria retirar o veto, o autor do projeto, Gelson Ferraz (PRB), disse que iria pedir aos vereadores o retorno da proposta à pauta e sua sanção pelo presidente da Casa. Para Ferraz, que é pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, ter uma Bíblia na biblioteca da escola não significa obrigar o aluno a seguir uma religião. “É simplesmente disponibilizar um best-seller, o livro mais lido no mundo, a quem quiser ler”, disse. O veto está nas comissões da Câmara Municipal de Fortaleza desde 6 de setembro, mas ganhou repercussão por causa da revista bimestral Farol, da prefeitura, que publicou em setembro reportagem sobre o submundo do centro da capital cearense. A reportagem trouxe foto de um homem assistindo a um vídeo pornográfico, em que era possível ver uma cena de sexo. A prefeitura admitiu o erro e a revista, com 25 mil exemplares e distribuição gratuita, foi recolhida e reeditada.

KAMILA FERNANDES da Agência Folha, em Fortaleza

FOLHA – 02/10/2007 – 21h31

Publicado originariamente em 02 de outubro de 2007.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image