Distrito Federal – Comissão Conjunta para o Ensino Religioso

brasilia

Distrito Federal – Comissão Conjunta para o Ensino Religioso

Neste último dia 08 de julho de 2008, tivemos em prestigiada solenidade na “Casa da Árvore” na sede do Governo do Distrito Federal, o “Buritinga”, a assinatura da portaria que constituiu a Comissão Conjunta Permanente para elaborar estudos que objetivam subsidiar a implementação do Ensino Religioso no Sistema de Ensino do Distrito Federal, comissão esta que contará com representantes de vários e secretarias da esfera governamental, vinculadas especialmente à Secretaria de Estado de Educação e Secretaria de Cidadania, Justiça e Direitos Humanos. A solenidade contou com as presenças do Governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda; o Vice-Governador, Paulo Octávio; o Secretário de Educação, José Luiz Valente; o Secretário de Cidadania e Justiça, Raimundo Ribeiro; o Secretário de Ciência e Tecnologia, Izalci Lucas, entre outras autoridades do GDF; Roberto Costa Araújo (Secretaria Especial de Direitos Humanos – SEDH – Governo Federal), diversas lideranças religiosas de vários segmentos as quais podemos citar algumas como o Pe. José Ronaldo (Vigário Geral da Arquidiocese de Brasília); Iana Ly (Abrawicca); Paulo Medeiros (LBV); Marina Krieger (Religião de Deus); Mestre Aramaty (CONUB – Conselho Nacional da Umbanda no Brasil); Maria do Amparo (Organização Brahma Kumaris); Mary Caetana (Secretaria Nacional Bahá’i); Monge Shojo Sato (Shin Budismo Terra Pura); Edson Luiz Campos da Silva (Mov. Padres Casados/Cristo Eterno Sacerdote); Fernando La Rocque (Doutrina do Santo Daime); Francisco Ngunzetala (Candomblé); Michael Félix (Federação Brasiliense e Entorno de Umbanda e Candomblé); Suzel Saraceni (Coordenadora de Tradições da UNIPAZ) e Elianildo Nascimento (Iniciativa das Religiões Unidas – URI Brasília) entre outros tantos representantes. Nas falas e nos compromissos assumidos pelos representantes governamentais, se destacou que além da esfera escolar que o tema deverá na forma da lei ser implementado, estará se buscando também aprofundar esta ação junto aos menores infratores e até presídios, de forma ainda a ser pensada. Destacamos a fala do Governador Arruda, que sobre o tema declarou que “o respeito a diversidade é muito importante e o projeto servirá para chamar a atenção da criança e do adolescente para essas diferenças. “A sociedade precisa refletir. A violência dentro e fora das escolas é inconcebível. O ensino religioso irá ajudar”, enfatizou o governador. A partir deste momento promissor, segundo o Profº Márcio Sousa, que está integrando à Comissão e busca propiciar um trabalho com todos, decorrerá que o GDF através desta comissão irá buscar um contato com as lideranças das religiões e tradições para ouvi-las sobre o tema, primeiro passo entre tantas outros que serão necessários para avançar neste processo (Elianildo da URI)

Publicado originariamente em 09 de junho de 2008.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image