Mato Grosso do Sul – Estudante registra ocorrência por sofrer discriminação por opção religiosa

MATO GROSSO do SUL

Mato Grosso do Sul – Estudante registra ocorrência por sofrer discriminação por opção religiosa

Uma estudante de 21 anos procurou no dia três de junho de 2016 a Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina para registrar uma ocorrência, onde estaria sendo vítima de discriminação religiosa na Escola Estadual Nair Palácio de Souza, em Nova Andradina (MS).
Segundo a ocorrência policial, a jovem disse que está sendo perseguida na escola. Acredita ela ser pelo fato de que não vai à Escola às sextas-feiras, por ser da religião Adventista e que professa a guarda do sábado.
Ainda contou que está sendo prejudicada em suas matérias. Chegou a procurar a coordenação do estabelecimento de ensino escolar para verificar sobre a situação.
A coordenadora teria informado que a jovem não poderia faltar nenhum dia a mais, informando que a ela deveria assinar um termo de ciência, onde foi advertida pelas faltas. No entanto, a jovem não assinou e solicitou uma cópia do documento, entretanto, foi negado pela coordenadora, que saiu da sala exaltada, dizendo: “O colégio não precisava de alunos faltosos”.
De acordo com a vítima, toda vez se sente constrangida pelo assunto, onde eventualmente é chamada na coordenação pelas faltas, assim como pelo motivo de sua religião e, em todas as ocasiões que se dirige à coordenação da escola, sai de lá passando mal. “Diante disso, decidi denunciar formalmente a situação às autoridades”, disse no registro da ocorrência.
Outro lado
A reportagem tentou contato com a escola, porém, ninguém atendeu as chamadas devido o fato de ser final de semana.
Publicado originariamente em 12 de setembro de 2013.
/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image