Mato Grosso – Mudanças religiosas motivam estudo sobre ensino religioso em MT

MATO GROSSO

Mato Grosso – Mudanças religiosas motivam estudo sobre ensino religioso em MT

A dissertação “O ensino religioso sem religião: individualismo, consumo cultural e a transfiguração da experiência religiosa em escolas de Mato Grosso (1990-2012)”, da aluna Jozy Mary Nogueira Souza, foi defendida na última quarta-feira (24), no Auditório II, do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O trabalho, parte do Programa de Pós-Graduação em História, teve sua banca formada pelos professores Leandro Duarte Rut, orientador do projeto, Ludmila Brandão, Cândido Moreira Rodrigues e Vitale Joanoni Neto.

 

Pluralidade

De acordo com a autora, o “trabalho é estimulado pela reflexão sobre a necessidade de se pensar a presente configuração do Ensino Religioso no Estado de Mato Grosso, dadas as mudanças pelas quais o campo religioso tem passado no presente século”. 

O estudo tem como foco o discurso dos professores de ensino religioso, representantes da escola e os pressupostos adotados os consideram como “elementos centrais que dinamizam o processo de mudança curricular e que a atuação dos professores como agentes de mudança depende, fundamentalmente, das atitudes que eles desenvolvem em relação ao processo”.

“Diante do rearranjo do modo de produção cultural, baseado no exercício do consumo cultural, procuramos observar se o professor tem como referencial o modelo tradicional de ensino religioso ou se sua prática em sala insere-se no universo das ciências da religião – área de estudo que reivindica características de ciência – acaba

enfraquecendo a identidade eclesiástica”, explicita a autora no resumo. Para isso, foi utilizado o aporte teórico de Gianni Vattimo e Gilles Lipovetsky, com a finalidade de auxiliar a pensar a pluralidade e fragmentação religiosa atualmente e a padronização da experiência de consumo.

Gianni Vattimo (Gianteresio Vattimo) é um filósofo e político italiano, um dos expoentes do pós-modernismo europeu e Gilles Lipovetsky é um filósofo francês, professor de Filosofia da Universidade de Grenoble, teórico da Hipermodernidade.

Publicado originariamente em 22 de maio de 2013.

 

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image