Pará – Movimento do Ensino Religioso no Pará

PARA

Pará – Movimento do Ensino Religioso no Pará

O Pará por meio de sua Associação – ACREPA articula a presença do Ensino Religioso nesta Unidade da Federação, no mês de agosto dois eventos demonstram esta efetiva presença. Uma foi com certeza o Seminário que ocorreu na UEPA, com apoio do Curso de Graduação e participação do Programa de Pós-Graduação. Outro destaque a defesa da dissertação de Rodrigo Oliveira do Santos com o tema – As diversas abordagens da morte, do morrer e da finitude no currículo de formação inicial de professores de ensino religioso no Pará, orientador foi o Prof. Dr. César Seibt.

Resumo da Dissertação:

O presente estudo busca identificar as diversas abordagens da morte, do morrer e da finitude no currículo de formação inicial de professores de Ensino Religioso (ER) no Pará, partindo-se dos pressupostos metodológicos da pesquisa qualitativa, de tradição fenomenológico-hermenêutica, aplicando a abordagem hermenêutica filosófica de Hans Georg Gadamer (1900-2002), discutida na obra Verdade e método (2011), para o qual a compreensão é um diálogo entre pergunta e resposta, cuja finalidade é estabelecer um acordo quanto ao assunto em discussão. Dessa forma, o assunto em discussão consiste em identificar as diversas abordagens da morte do morrer e da finitude e o diálogo é estabelecido de modo mais específico com o currículo de formação inicial de professores de Ensino Religioso para isso, que adota a área acadêmico-científica das Ciências da Religião para a formação inicial desses professores e a sua aplicação como modelo pedagógico. O diálogo estabelecido entre o texto (currículo) e intérprete (pesquisa) permite pela linguagem identifica que vários preconceitos ilegítimos foram herdados da tradição judaico-cristã, que dificulta o reconhecimento de outras abordagens da morte, do morrer e da finitude, limitando o direito de outras culturas e grupos de serem conhecidas, valem-se da falta de formação específica do corpo docente, da não adoção dos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Religioso (PCNER) no currículo, da ausência de diretrizes e parâmetros nacionais para a formação inicial, assim como a sua aplicação na escola reconhecidos MEC. Dessa forma, a ressurreição vem se mantendo como abordagem da morte, sustentando a manutenção de vários preconceitos ilegítimos contra a própria área que forma e a sua aplicação, restringindo a importância de outras abordagens, implicando no diálogo e na própria compreensão do ser que pode ser compreendido como linguagem.

 

Publicado originariamente em 01 de janeiro de 2014.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image