Pará – Pioneiro na implementação do curso de licenciatura em Ciências na UEPA ministra palestra no PARFOR

PARA

Pará – Pioneiro na implementação do curso de licenciatura em Ciências na UEPA ministra palestra no PARFOR

Primeiro de agosto de 2011 foi marcada pela presença do ilustre Prof. Ms. José Sousa na Universidade do Estado do Pará, o qual proferiu uma palestra aos alunos do Curso de Ciências da Religião – PAFOR – UEPA, na sala de conferências do Castelinho.O José Sousa apresentou um histórico do Curso de Licenciatura Plena em Ciências da Religião na UEPA, o qual foi implementado na grade curricular da referida IES, por meio de um projeto elaborado por ele e pela Prof.a Dr.a Socorro Cardoso. Embora tenha sido oriundo da Arquidiocese de Belém, o Curso de Ciências da Religião da UEPA visa, sobretudo, formar profissionais que atuem na pesquisa e na docência sobre o fenômeno religioso e suas múltiplas relações, conforme assegurou Sousa.Além disso, foi pautado sobre o projeto de retirada do ensino religioso da legislação. Na opinião do professor, a polêmica foi gerada em torno de uma má interpretação das teses de mestrado e doutorado em Ciências da Religião que observaram, em alguns poucos contextos escolares, que o ensino religioso seria uma forma de preconceito.Mas é claro que o carro-chefe de toda essa discussão tem base no relatório da ONU de Farida Shaheed, o qual criticou o Brasil por permitir ensino religioso em escolas. Segundo Farida, “deixar o conteúdo de cursos religiosos ser determinado pelo sistema de crença pessoal de professores ou administradores de escolas, usar o ensino religioso como proselitismo, ensino religioso compulsório e excluir religiões de origem africana do curriculum foram relatados como principais preocupações que impedem a implementação efetiva do que é previsto na Constituição”.Todavia a não se pode esquecer que as nossas Diretrizes de Bases da Educação orientam que os conteúdos de Ensino Religioso na escola devem assegurar o respeito à diversidade cultural religiosa e proíbe qualquer forma de proselitismo e, sendo assim, “não vejo o porquê da retirada deste ensino das escolas, pois o professor de Ciências da Religião é um profissional capaz de lidar com o pluralismo religioso”, afirma José Sousa.  Diante das discussões, foi proposto um documento de abaixo-assinado pela Coordenadora do Curso de Ciências da Religião da UEPA, Prof.a Rosilene Quaresma, o qual deverá se manifestar contra a retirada do ensino religioso da escola. Tal proposta teve uma resposta positiva dos participantes do evento, dos quais destaque-se a presença do representante discente do Mestrado em Ciências da Religião da UEPA, Prof. Marcel Franco, o qual afirmou que “a educação religiosa nas escolas é fundamental na formação cultural e ética dos indivíduos e a ausência de profissionais de Ciências da Religião no contexto escolar representaria uma negação dos estudos e das relações com as diversidades do nosso país, ou melhor, uma antidemocracia”.  O documento proposto na palestra deverá brevemente começar a circular não somente na comunidade acadêmica da UEPA, mas em outros setores da educação que apoiem a permanência do ensino religioso plural e democrático nas escolas do nosso Estado.

Publicado originariamente em 24 de agosto de 2011.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image