Paraná – O primeiro Observatório Solar Indígena de Curitiba

banderia do parana

Paraná – O primeiro Observatório Solar Indígena de Curitiba

No dia 19 de abril de 2017 na cidade de Curitiba foi inaugurado o primeiro Observatório Solar Indígena da cidade. O monumento foi construído pelo Centro Universitário Internacional – Uninter – no campus Divina, no Centro da capital. O monumento instalado em homenagem ao Dia do Índio, poderá ser visitado gratuitamente pela população. O observatório solar, formado por uma rocha no centro de uma circunferência, era utilizado por índios para orientação no espaço e no tempo. A réplica construída pela Uninter retrata monumentos encontrados em sítios arqueológicos no país, criados pelos povos guaranis do Paraná. Também é semelhante a outros da África, datados de antes da construção das pirâmides do Egito (entre 2630 e 2611 Antes de Cristo).

Formado por uma rocha vertical no centro de um círculo formado por rochas menores, o instrumento é divido em eixos (norte/sul, leste/oeste, noroeste/sudeste, sudoeste/nordeste). Os guaranis perceberam que o Sol sempre nasce a leste e se põe a oeste, e que dependendo da estação, o Sol nasce mais próximo do Sul, no Verão, e o dia dura mais. No Inverno, com o sol mais ao norte, o dia é mais curto. Os índios usavam o instrumento para vários fins: orientação geográfica, marcar o calendário para os melhores períodos para plantar ou colher, pescar e caçar e até mesmo para ter filhos. Para os tupi-guaranis, o sol tem grande significado religioso e é o principal regulador da vida na terra. 

Publicado originariamente em 19 de abril de 2017.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image