Pernambuco – SEE promove formação continuada de ensino religioso

Pernambuco – SEE promove formação continuada de ensino religioso

No dia 03 de junho de 2016 a Secretaria Estadual de Educação (SEE) promoveu, em seu auditório, localizado no bairro da Várzea, a Formação Continuada de Ensino Religioso em Pernambuco para técnicos educacionais das Gerências Regionais de Educação (GRE) e professores da Rede. A atividade teve como objetivo analisar e sociabilizar aspectos dos Parâmetros Curriculares de Ensino Religioso, levando o conhecimento aos técnicos e aos docentes da ciência. Representantes religiosos do budismo, espiritismo, islamismo, protestantismo, wicca, candomblé, indígenas, catolicismo, além de outros convidados compuseram a mesa.
 
Durante o dia, os convidados apresentaram um breve histórico sobre cada religião, além de tradição escrita ou oral, livro sagrado, principais ritos e mitos, calendário religioso e principais ideias de conteúdo ético, e realizaram debates. Dezenas de profissionais compareceram a formação, distribuída em diversos momentos durante a manhã e a tarde. Após as apresentações, os palestrantes finalizaram com explicações sobre o que essas religiões têm em comum, enfatizando a importância do diálogo inter-religioso para uma convivência pacífica na sociedade.
 
“Esta formação ajuda os professores a entrarem neste novo clima de pluralidade religiosa em que vivemos atualmente. O momento não é de ensinar uma religião, mas trabalhar criticamente os conhecimentos espirituais da humanidade através dos eixos pedagógicos. Sem dúvidas, este trabalho contribui para a diminuição dos casos de intolerância nas escolas. É um ensino que visa criar uma cultura de paz e respeito dentro e fora das instituições”, declarou Gilbraz Aragão, representante do Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa e do Observatório Transdisciplinar das Religiões do Recife.
 
Ana Elizabeth Farias, professora de matemática da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Mardônio Coelho e uma das palestrantes do dia, contou sobre as dificuldades que os professores encontram para trabalhar o tema em sala de aula. “Ainda é muito árduo porque muitos adolescentes chegam convictos de que a sua religião é a verdadeira. O nosso trabalho é justamente dizer que o certo não é a religião, mas o amor ao próximo. Apresentamos a eles um Deus universal, que é o respeito”, detalhou.
 
De acordo com a técnica em Ensino Religioso da SEE, Rosália Soares, por ano, a Secretaria promove quatro formações da temática aos profissionais. Esta é a segunda de 2016. “É uma oportunidade que esses professores têm de conhecer as doutrinas. Instrumentalizando esses profissionais, eles saberão trabalhar melhor essa diversidade que existe nas escolas.”
 
 
Publicado 09 de junho de 2016.
/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image