Rio de Janeiro – SEEDUC realiza VII Fórum do Ensino Religioso – Rio de Janeiro

1625918144a8dd30067fad918c7381c3tn

Rio de Janeiro – SEEDUC realiza VII Fórum do Ensino Religioso – Rio de Janeiro

A Coordenação de Ensino Religioso da Secretaria de Estado de Educação promoveu, no dia 01 de março de 2011, o Fórum “Ensino Religioso: Entrelaçando Saberes e Vidas – Fraternidade e a Vida no Planeta”. O objetivo do encontro, , realizado no auditório do 11º andar da sede da SEEDUC, foi promover reflexões e o diálogo sobre a temática da Campanha Fraternidade 2011. Entre as propostas estão a de “contribuir para a conscientização das pessoas que fazem parte da comunidade educativa sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e propor atitudes, comportamentos e práticas fundamentadas em valores que tenham a vida como referência no relacionamento com o meio ambiente e as pessoas entre si”.

– O cuidado com o meio ambiente sempre esteve presente nas culturas e tradições espirituais. – disse a mediadora do encontro, Vera Lucia Gomes da Silva.

Para o superintendente Pedagógico da SEEDUC, Reinaldo Oliveira Ferreira, o assunto deverá ser abordado nas unidades escolares, não apenas nas aulas de Ensino Religioso, mas de forma interdisciplinar.

– Além do trabalho nas escolas, haverá integração de todas as coordenações dentro da própria Secretaria em torno do tema. Isso será produtivo, porque diz respeito a uma campanha de mudança de comportamento – completou Reinaldo, apresentando a nova coordenadora de Ensino Religioso, Maria Beatriz Leal da Silva.

O assessor de Relações Institucionais, Luiz Carlos Pugialli, prestigiou o evento como representante do governador Sergio Cabral. Ele colocou o gabinete à disposição dos professores para o diálogo permanente, e reforçou os avanços previstos para este ano na área educacional.

Autoridades de diversas religiões estiveram presentes. Entre eles, o Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, representante do credo católico.

– O Rio é um estado que respeita a diversidade religiosa, e o tema da campanha envolve toda a sociedade e o mundo inteiro. É uma graça poder entrar na escola, através do ensino religioso, para proporcionar à criança, ao adolescente e aos jovens a possibilidade de aprofundar o tema, fazendo-os mudar completamente na conscientização, na convicção e na responsabilidade com o planeta – ressaltou.

A preservação e a conscientização ambiental são aspectos observados e difundidos pelas religiões ao longo dos alunos. O representante islâmico, Sami Ahmed Isbelle, destacou que há 1.431 já havia áreas de proteção ambiental.

– O tema é extenso no islã. Deus dotou o ser humano de razão e fez com que ele habitasse a terra, fazendo-o usufruir de tudo, mas com responsabilidade.

Segundo a Vice-Primaz do Primado de Umbanda, Darlene Ribeiro, o meio ambiente também tem relação direta com sua religião.

– A natureza é o nosso santuário sagrado. Esperamos que os professores trabalhem com afinco para que seja dado todo o respeito a ela.

De acordo com o pastor Francisco Neri, o encontro trouxe uma reflexão sobre a necessidade de se trazer equilíbrio à natureza.

– Estamos junto com pessoas que são formadoras de opinião e vão influenciar, transmitindo o conhecimento para as novas gerações sobre um tema tão pertinente que é a questão da espiritualidade aliada à questão do meio ambiente. Apontamos para a integralidade, independente de conotação religiosa – afirmou.

A programação do VII Fórum de Educação Religiosa também contou com o painel de palestras “Fraternidade e a Vida no Planeta”. O tema “A Mãe Terra pede socorro: a resposta deve ser urgente, assim como o surgimento de uma nova consciência ecológica planetária” foi exposto pela coordenadora de Educação Ambiental da SEEDUC, Deise Keller.

– Entramos em um processo acelerado de desenvolvimento desde a Revolução Industrial, que vem causando danos no lençol freático, no solo, no subsolo e nos seres vivos. Como professores, temos que ser questionadores e críticos, provocando nossos jovens para que eles tenham a consciência de tornar o mundo diferente – enfatizou.

Os demais assuntos apresentados foram: “Luzes, esperança e firmeza em prol da preservação do planeta”, pelo Padre Paulo Romão, e “O cuidado com o meio ambiente como parte do ambiente escolar e o ensino religioso”, pelo professor Sérgio Maia.

O Ensino Religioso no estado

No estado do Rio de Janeiro, o Ensino Religioso é confessional e plural, respeitando a diversidade cultural e religiosa existente. A disciplina foi instituída de acordo com a Lei nº 3.459, de 14 de setembro de 2000. Estão credenciados os seguintes credos: católico, evangélico, judaico, mórmon, espírita, umbandista e messiânico.

Publicado originariamente em 2011.

 

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image