Rio Grande do Sul – Evento debate importância do Ensino Religioso na formação do aluno

7467aed067fe8f67297be85470759bc6tn-960×720

Rio Grande do Sul – Evento debate importância do Ensino Religioso na formação do aluno

Um momento para trocar ideias e experiências sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas nas redes municipal e estadual de ensino de Bagé e região. Assim pode ser definida a primeira edição do Seminário Regional de Educação de Ensino Religioso que aconteceu nesta terça-feira (30), no auditório da 13ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), em Bagé. Promovido Conselho de Ensino Religioso do Estado do Rio Grande do Sul (Coner – Seccional Bagé), Secretaria Municipal de Educação de Bagé (Smed) e as 5ª (município-sede Pelotas) e 13ª CREs, o evento teve como tema “O ensino religioso no contexto atual: desafios e perspectivas na formação do aluno”. 
Participaram das atividades, que ocorreram pela manhã e à tarde, supervisores, orientadores educacionais e professores da disciplina das escolas municipais, estaduais e particulares da região. A coordenadora regional de Educação, Nádia La-Bella, abriu o encontro falando da importância da disciplina na vida das crianças e adolescentes. “Temos hoje uma sociedade mais consumista, mais individualista. Em razão disso, o Ensino Religioso torna-se ainda mais importante, não como instrumento de doutrina, mas de humanização”, destacou. 
As atividades iniciaram com as apresentações das religiões que integram o Coner. As explanações ficaram por conta dos representantes das religiões anglicana, reverenda Ana Maria Esvael Lopes, católica, irmã Cláudia Plotzki, espírita, Vera Ribeiro, e umbandista, Veraldo Lima de Souza. 
Logo após, a assessora de Ensino Religioso da 5ª CRE, Dora Mara de Almeida Domingues, falou os principais eixos da disciplina: ritos, mitos e símbolos, e tradições religiosas (orais e escritas). A professora também ressaltou a importância da disciplina na formação do aluno, o que contribui para a valorização da vida, a solidariedade e a cultura de paz. 
O evento contou com a presença da presidente do Conselho Municipal de Educação e diretora de Planejamento do Núcleo de Orientadores Educacionais de Bagé, Emilinha Macedo Luz. 
Práticas pedagógicas 
À tarde foi apresentado o painel “O ensino religioso na rede estadual da 13ª CRE”. A assessora de Ensino Religioso da Coordenadoria, Nébia Mara Maciel, disse que a maioria das escolas estaduais da área de abrangência da 13ª CRE conta com projetos interdisciplinares nos quais a disciplina está inserida. 
Teve ainda relatos de práticas pedagógicas desenvolvidas nas escolas estaduais bajeenses Silveira Martins e Félix Contreiras Rodrigues. Professora de Ensino Religioso das turmas do 6º e 8º anos do Ensino Fundamental da Escola Silveira Martins, Maria de Lourdes Gomes Constantino contou que já trabalhou em suas aulas temas como cidadania, sexualidade e Lei Maria da Penha. “Agora estamos trabalhando sobre o bullying. Os alunos fizeram a pesquisa bibliográfica e os slides para apresentar”, disse a docente, destacando que os estudantes montam apresentações artísticas a partir dos assuntos que são debatidos em sala de aula. 
Para as alunas do 6º ano Nathalia Nunes Rodrigues, Nathalia Colares Goulart e Kamyla Ximenes Paranhos, as atividades realizadas nas aulas são bem atrativas. “Temos oportunidade de colocar em prática o que aprendemos”, destacou o trio de colegas. 
Já a professora Camila Teresa Bieger, da Escola Félix Contreiras Rodrigues, procura enriquecer as aulas de Ensino Religioso com filmes. Depois de assistirem às produções cinematográficas, os estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental resumem os fatos mais importantes, as cenas que mais gostaram e o que aprenderam com a história contada no longa-metragem. 
O professor da Smed, César Palomeque Filho, sugeriu aos participantes que apliquem dinâmicas nas aulas, com o objetivo de estimular, por exemplo, a prática da oração. 
O protagonismo juvenil foi destacado na palestra da mestre em Educação da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Rubya Andrade. “O grupo de jovens trabalhando na escola é um sinal de que as relações se efetivam”, disse, ressaltando o importante papel dos Grêmios Estudantis. “O Ensino Religioso tem esse papel de fazer com que os jovens sejam protagonistas”, frisou. 
Pesquisa 
A mestre em Educação do Coner, Ana Maria Vieira dos Santos, informou que será feita uma pesquisa com os educadores com o objetivo de que se obtenha uma visão mais clara sobre o Ensino Religioso na região da 13ª CRE. Segundo ela, a previsão é de que os resultados desse trabalho sejam divulgados até o final deste ano letivo, para que sirvam de base para o planejamento das ações a serem desenvolvidas em 2015.
 
Publicado originariamente em 05 de novembro de 2014.
/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image