Rio Grande do Sul – IECLB divulga Carta Pastoral sobre acordo entre o Governo Brasileiro e o Vaticano

7467aed067fe8f67297be85470759bc6tn-960×720

Rio Grande do Sul – IECLB divulga Carta Pastoral sobre acordo entre o Governo Brasileiro e o Vaticano

A Presidência da IECLB divulgou uma carta pastoral referente ao Acordo firmado entre o Governo Brasileiro e o Vaticano, no dia 13 de novembro passado. O Pastor Presidente lembra as boas relações ecumênicas entre IECLB e Igreja Católica e observa: “Ainda estamos em processo de avaliação quanto às suas consequências e repercussões no que se refere, por exemplo, à liberdade de culto, ao ensino religioso nas escolas públicas e ao reconhecimento dos ministros religiosos. São assuntos que dizem respeito não apenas à Igreja Católica, mas também às demais igrejas”, escreve o Pastor presidente Walter Altmann. “Nesse sentido, lamentamos que o Acordo tenha sido elaborado, negociado e, por fim, assinado, sem que tivesse havido uma troca de idéias e um diálogo com outras confissões religiosas, bem como com a sociedade em geral.”

Na medida em que o acordo confira direitos e prerrogativas para uma Igreja, no caso a Católica, a IECLB espera que o Governo Brasileiro com naturalidade os estenda às demais confissões. “O respeito mútuo, a liberdade religiosa e a igualdade entre as religiões devem ser um imperativo para o Governo e constituem um preceito constitucional que não pode ser ferido”, lembra Altmann.

Na opinião do P. Presidente, o assunto é complexo e exige estudos mais aprofundados quanto aos seus desdobramentos e implicações. “Desejamos que o debate acerca do papel do Estado diante da religião e da religião diante do Estado cresça para o fortalecimento do bem comum, pelo qual tanto governos quanto igrejas devem sempre se empenhar”.

Leia aqui a Carta Pastoral na íntegra.

http://www.luteranos.com.br/attachments/Documentos/20090206_Acordo_Brasil_Vaticano_REV_SB_MS-WA.pdf

Publicado originariamente em 15 de outubro de 2013.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image