Rio Grande do Sul – Visita de conhecimentos: forma de conhecer as tradições religiosas

7467aed067fe8f67297be85470759bc6tn-960×720

Rio Grande do Sul – Visita de conhecimentos: forma de conhecer as tradições religiosas

Numa experiência inédita na cidade de Passo Fundo, pelo quarto ano consecutivo, alunos e alunas do nono ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Zeferino de Costi (ZDC), organizados por seu professor de Ensino Religioso, realizam visitas de conhecimento à Catedral (referência dos cristãos católicos), Sinagoga (referência dos irmãos judeus), Mesquita (referência dos irmãos muçulmanos) e Centro Espírita Dias da Cruz (referência dos irmãos espíritas).

O objetivo da atividade é complementar e ampliar os conhecimentos das tradições religiosas já estudadas em sala de aula, conhecendo os lugares e as referências físicas (templos ou prédios com funções religiosas). O conhecimento mais rico das diferentes religiões nem sempre está disponível e compreensível em livros, vídeos ou na internet.

O conhecimento das estruturas religiosas e a conversa breve de 30 minutos com diferentes líderes religiosos numa única tarde, ajuda a desmistificar os valores e as crenças das religiões, como também ajuda os adolescentes e jovens a desconstruir preconceitos e construir novos conceitos sobre as mesmas.

Conhecer, conversar, ver, tocar, sentar, observar e trocar informações e impressões faz com que esta atividade se torne tão única e tão rica em aprendizagens.

Publicaremos, a seguir, depoimentos dos religiosos que atendem estas visitas de conhecimento, alguns depoimentos de alunos participantes e também breve avaliação de professores da rede municipal que já acompanharam esta atividade.

Religiosos

Berel Natan Engelman, líder religioso da Sinagoga dos judeus em Passo Fundo
“A experiência vivida certamente é muito positiva para ambos os lados, mas ter convivido esses momentos seguidos de várias perguntas formuladas pelos alunos, só vem reforçar o que nós, como entidade religiosa, pensamos em relação à proximidade com outras pessoas de culto e fé diferente da nossa. Parabenizo pela iniciativa das visitações junto aos locais sagrados, tendo a certeza que esta juventude crescerá com mais informações, sabendo respeitar as culturas diversas existentes em nosso país. Parabéns e Shalom!

Padre Ari dos Reis, Catedral Arquidiocese de Passo Fundo
“Considero muito significativa a oportunidade dos alunos visitarem os espaços sagrados das diferentes tradições religiosas. Foi uma alegria poder partilhar alguma coisa da história da Igreja Catedral para o grupo. Ao mesmo tempo, permite revisitarmos a história da construção da Catedral, partilhando dos elementos fundamentais do rito católico romano. Acredito que esta partilha também aconteceu com outros grupos e isto ajuda aos adolescentes a serem mais respeitosos das diferentes denominações religiosas. Sempre a disposição”.

Paulo Eberhardt, Centro Espírita Dias da Cruz
“As visitas e palestras sobre Espiritismo contribuem para a correta compreensão do Espiritismo. Quando realizamos um evento doutrinário ao público em geral, consideramos muito mais a oportunidade de levarmos os ensinos do Evangelho de Jesus, em sua pureza, desataviado, fazendo com que cada um compreenda os objetivos Divinos de sua existência, procurando dar um sentido a vida e também preparando para o inevitável, a seu retorno à pátria Espiritual, bem como o de seus entes queridos. Os adolescentes e jovens tem muito a aprender com o Espiritismo”.

Raduan Jehani, comunidade muçulmana em Passo Fundo
“Ficamos muito felizes ao receber adolescentes e jovens em nossa Mesquita. Assim, podem conhecer o islamismo como ele é, não como ele é apresentado pela grande mídia e pela internet. Nossa mesquita está sempre aberta, temos uma pequena biblioteca que pode auxiliar, e podemos explicar e atender a grupos de estudantes quando alguém ou alguma escola solicitar”.

Estudantes

Pedro Henrique Padilha
“Achei muito interessante os templos, mas o que mais me chamou a atenção foi a sinagoga, pois pensava que era uma coisa e era outra totalmente diferente. Achei muito legal o passeio e o tempo que passamos conhecendo os templo, mudei totalmente minha ideia de algumas religiões”.

Gabrielly Almeida
“Descobrimos durante as visitas que uma religião pode ser diferente do que as pessoas que estão por fora delas falam. Às vezes, tudo o que precisamos é de mais sabedoria, porque assim é que criamos o respeito. Se houver respeito, há esperança de paz”.

Júlia Eduarda Meneghini
“As visitas e palestras são uma ótima forma de nos trazer conhecimentos sobre religiões diversas. Este passeio foi muito importante para estudarmos mais a fundo as religiões, para entendermos sua história e suas crenças, tirarmos nossas dúvidas e também para deixarmos o preconceito de lado e termos mais respeito com todas as religiões”.

Ana Laura Freddi
“Gostei da ideia, pois somos jovens e podemos conhecer as religiões sem saber a verdade e só a partir do que os outros falam. Então, depois dessa visita, podemos ter mais respeito. Quero agradecer aos envolvidos que nos oportunizaram esta novidade. Esse passeio foi uma experiência incrível”. Obrigado!

Professoras que acompanharam a visita

Graziela Bergonsi Tussi, professora de Geografia
“Trabalhamos praticamente concomitante os aspectos do fundamentalismo religioso, mas com focos diferentes. Vejo essa atividade muito positiva para compreensão das temáticas trabalhadas na disciplina de Geografia. O nono ano está trabalhando conflitos mundiais e alguns deles são justificados pelos fundamentalistas como sendo necessários, por serem em ‘nome de Deus’. Esses esclarecimentos que são feitos na disciplina de Ensino Religioso, levando os alunos até seus templos, os ajuda a desmistificar o esteriótipo de muçulmanos terroristas, por exemplo. Entender essa pluralidade religiosa e aprender a respeitá-la fará com que eles levem essa cultura para sua vida adulta, e esse é nosso papel, como educadores”.

Vanilde Bordignon, professora Educação Física
“Não só falar, mas também oferecer a oportunidade de vivenciar e sentir na prática é muito importante para os jovens, pois assim agregam mais conhecimentos. Trazer o respeito e a união como forma de aproximação entre as religiões é de extrema importância para que alcancemos a paz e pessoas melhores, mais humanizadas”.
“Vejo o trabalho que o colega Nei Alberto Pies realiza com os adolescentes do nono ano do EF de extrema importância. Neste momento da vida humana chamada adolescência, é essencial para a definição social, psicológica e religiosa que irá interferir na construção da atuação individual e coletiva dos nossos alunos adolescentes.

Luce Segat, professora de matemática
O que o professor Nei faz é dar aos alunos a oportunidade de entender da maneira correta, no meu ver, as diferenças entre conceitos de crenças religiosas. De uma maneira agradável, até mesmo festiva, os alunos conhecem pessoas que vivem e valorizam as suas crenças. Além de ouvir, podem tirar dúvidas, curiosidades, preenchem lacunas. Compreendem que religião significa “religar” o ser humano a alguma crença. Não interessa a crença, e, sim, o seu Deus. Maravilhoso trabalho que já pude acompanhar pessoalmente”.

Para concluir…
Esta atividade de visita de conhecimentos aos templos sagrados de diferentes religiões é um diferencial pedagógico na abordagem do conhecimento das diferentes religiões.

Na escola, tem gerado importante expectativas entre os alunos, entre os professores e em toda comunidade escolar. Depois de quatro anos, pais e mães já entendem, com maior facilidade, o objetivo da atividade.

Percebe-se um interesse cada vez maior dos alunos em conhecer lugares sagrados. Os alunos do nono ano deste ano de 2019, desta escola, estão organizando também uma visita ao Templo Budista de Três Coroas, no RS.

Os representantes das religiões visitadas tornam-se cada vez mais receptivos, o que qualifica as visitas desde a recepção até os conhecimentos que são repassados aos alunos num tempo curto de meia hora. Quando necessário, os representantes das religiões são ainda convidados para uma palestra na escola.

Fonte: https://www.neipies.com/visita-de-conhecimentos-forma-de-conhecer-as-tradicoes-religiosas/

 

      

Publicado originariamente em abril de 2019.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image