São Paulo – Papa quer acordo entre Vaticano e Brasil até 2010

SAO PAULO

São Paulo – Papa quer acordo entre Vaticano e Brasil até 2010

O papa Bento XVI manifestou nesta quinta-feira, durante encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Paulo, o desejo de ver firmado um acordo entre o Vaticano e o Brasil durante o seu pontificado e o atual mandato de Lula, até 2010.

A revelação foi feita pela embaixadora do Brasil no Vaticano, Vera Machado, que contou que o acordo regulamentaria a ação da Igreja no Brasil, abordando o ensino de religião nas escolas, a isenção fiscal para as paróquias e outros temas.

– O Vaticano) sente falta desse status de um acordo internacional que tem com outros países – disse a embaixadora.

Apesar de ser o país com o maior número de católicos no mundo, o Brasil ainda não tem um acordo específico com o Estado do Vaticano, que foi um dos primeiros a reconhecer a independência do país.

Uma proposta de acordo foi enviada pela Santa Sé ao Itamaraty em dezembro do ano passado, mas o governo brasileiro vem resistindo aos pedidos da Igreja e prefere remeter os temas para a legislação brasileira já em vigor.

O papa e o presidente tiveram um encontro reservado por cerca de 30 minutos no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo, na Zona Sul da capital paulista.

Segundo Vera Machado, na reunião, que ocorreu em clima de “harmonia”, eles não discutiram temas polêmicos, como o direito à vida.

– Não houve nenhuma palavra sobre aborto e preservativo, apesar dos assuntos serem prioridades para o Vaticano – disse a embaixadora.

A embaixadora explicou que foram tratados temas de consenso entre o Vaticano e o governo brasileiro, como iniciativas na área da educação e para preservar a instituição da família.

No Palácio, além de se reunir com Lula, o papa também se encontrou com a primeira-dama, Marisa, o governador de São Paulo, José Serra, sua mulher, Mônica Serra, a embaixadora do Brasil no Vaticano, Vera Machado, e o núncio apostólico no Brasil, Lorenzo Baldisseri.

Na ocasião, o pontífice recebeu de presente de Lula uma coleção de três livros de obras do pintor Cândido Portinari. Dona Marisa deu ao papa um retrato do próprio pontífice pintado por Roberto Camasmie. Do governador Serra, o papa ganhou uma Bíblia de 15 quilos, que já havia sido enviada ao Mosteiro de São Bento, no Centro de São Paulo, onde o papa está hospedado em sua visita à capital paulista.

No Palácio dos Bandeirantes, Bento XVI também visitou uma coleção de arte sacra que está no segundo andar do Palácio dos Bandeirantes e que será aberta ao público a partir do dia 14.

Em seguida, o presidente e o papa participaram da cerimônia de lançamento de um selo comemorativo dos Correios, por ocasião da visita do papa ao Brasil.

De autoria de Luiz Santos, o selo mostra Bento XVI em primeiro plano e a Basílica de Aparecida ao fundo. O selo custará R$ 0,90 e terá uma tiragem de 2,04 milhões de unidades.

Depois dos compromissos no Palácio dos Bandeirantes, o papa voltou para o Mosteiro de São Bento, onde teve encontros com líderes de outras religiões.

Ainda nesta quinta-feira, ele participa de um encontro com jovens católicos no estádio do Pacaembu, na Zona Sul de São Paulo.

Publicado em 10 de outubro de 2013.

/ Brasil

Compartilhar esta Notícia

Comentários

Sem comentários até o momento.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image