Ano Novo Bahá’í

Data / Hora
Data(s) - 20/03/2018
Dia todo

Evento:

Bahá’ís celebraram a chegada do Ano Novo No dia 20 de março, equinócio de outono, no hemisfério sul, os bahá’ís (pronuncia-se barrais) são os seguidores da Glória de Deus, no mundo inteiro, cerca de 7 milhões, espalhados pelo globo, celebram a chegada do Ano Novo Bahá’í (Naw Rúz).

A Fé Bahá’í é a mais recente religião independente; está a par do judaísmo, cristianismo, budismo e islamismo. Como toda religião independente, possui calendário próprio. O Calendário Bahá’í foi estabelecido pelo Báb, do árabe, A Porta (1819-1850), precursor da Fé Bahá’í, na Pérsia, e mais tarde, aprovado por Bahá’u’lláh, origem árabe, quer dizer, Glória de Deus (1817-1892) fundador da Fé Bahá’í, que declarou que o calendário bahá’í deveria começar em 1844 D.C, ano da declaração do Báb, conhecido pelos bahá’ís como um enviado de Deus que anunciou a ‘Boa Nova’: a vinda de um Prometido para esta época, Bahá’u’lláh.

Portanto, os bahá’ís comemoraram a chegada do ano 167 da Era Bahá’í E.B que inaugura, uma nova fase na Terra. De acordo com os Escritos bahá’is, tratar-se da era de luz, paz e unidade entre os povos, enfim, o início da construção de uma nova ordem mundial. Por isso, os adeptos da Fé Bahá’í têm motivos de sobra para comemorar a data.

A maioria dos bahá’ís, hoje, no mundo, trabalha ativamente no processo de construção de uma cultura de paz, semeando os ensinamentos de Bahá’u’lláh, que segundo a crença de seus adeptos, são perfeitamente adequados para o homem moderno. Princípios como harmonia entre religião e ciência, igualdade de direitos e oportunidades entre os gêneros, justiça e economia, com eliminação dos extremos de riqueza e pobreza, o fundamento espiritual da vida, a eliminação de todo tipo de preconceito e outros, fazem parte dos ensinamentos de Bahá’u’lláh para esta época , e de uma forma muito prática, encontram-se acessíveis a todos, em Institutos Educacionais Bahá’ís espalhados pelo mundo, buscando o aprimoramento humano.

A Fé Bahá’í, de acordo com a enciclopédia Britânica, é a segunda religião mais difundida no globo, depois do Cristianismo e seus Escritos já foram traduzidos para mais de 800 línguas.

A mais recente religião independente da humanidade chegou em Goiânia-Goiás, em 1977 com os pioneiros, Sra. Zia, seu espôso Sr. Hesmatolláh Pehzeskzad e sua família. Hoje há mais de 300 bahá’ís da região,sendo em Goiânia e Aparecida de Goiânia, envolvidos com o processo educacional para cultura de paz e transformação da humanidade,são agentes de transformação social que através do Instituto Educacional Bahá’í, realizam:aulas de virtudes, valores humanos e espirituais para crianças e adolescentes, reuniões de orações, círculos de estudos para aprimoramento pessoal e espiritual, promovem ações sócio-econômicas, culturais e educativas.

Postado por Comunidade Bahá’í de Goiânia Pela paz e unidade no mundo